Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 Belvedere
 Blocos
 Casa de Paragens
 Doces Pensantes
 Jus Sperniandi
 Kayuá
 Liria Porto
 Maria Helena Bandeira
 Marta Rolim
 Ovo Azul Turquesa
 poesias flavio.blog
 Recanto das Letras
 Rosa Pena
 Rosa Pena
 Umberto Krenak
 Varal da Literatura
 Site da Belvedere
 Palavras Mil
 O repouso do guerreiro
 Olhos do Sol
 Rafael Duarte
 Alberto Cohen
 Andrade Jorge
 Clube das Almas Inquietas
 Micro-contos Oficina dos Escritores(rapidinhas)
 Cadernos da Belgica
 " target="_blank">Ilze Soares
 RIO TOTAL- Coojornal
 Tempo


 
 
www.platanos.coloridos.zip.net


Commédia del Arte

Classificado no concurso Poemas no Ônibus,2008, da cidade de Esteio/RS

Tela: Arlequim, Pierrot e Colombina - Di Cavalcanti(1922)

(Tania Melo)

 

Tão só, no último banco,

      o arlequim remendado      

tem a roupa colorida,

em tons tristes, desbotados.

Sustenta as dores nas curvas,

disfarçando o amor que salta

do peito, descompassado.

Pois, sentados logo à frente,

vão, juntinhos, abraçados,

sua doce colombina

e o pierrô, apaixonados.

 

 


 



Escrito por Tania às 01h12
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]




[ ver mensagens anteriores ]